Oferecemos consultorias para projetos e obras sustentáveis, planejamento e projetos:

Bioarquitetura: Projeto de arquitetura sustentável, com materiais sustentáveis e de baixo impacto ambiental, aquecimento solar, captação e utilização da água da chuva, saneamento ecológico.

Paisagismo e ecológico produtivo

Saneamento ecológico e manejo das águas: captação de água no terreno, armazenamento, águas da chuva, tratamentos biológicos de esgoto, utilizando as águas servidas na irrigação do jardim.

* Temos experiência em assessorar e planejar espaços coletivos e ecovilas.

 

A arquitetura sustentável visa integrar harmonicamente a edificação, o ser humano e a natureza, melhorando a qualidade de vida de seus usuários. Ao planejar o projeto de bioarquitetura seguimos princípios que buscam diminuir o impacto negativo causado pela construção, envolvendo as seguintes estratégias:

– Economia de materiais, reaproveitamento e reciclagem: otimização no uso de materiais, captação de materiais no terreno quando possível, utilização de materiais de demolição;

– Utilização de recursos disponíveis no local e região: favorecimento do desenvolvimento biorregional, procura de materiais, mão de obra e demais recursos retirados de um raio próximo à obra;

– Aproveitamento dos recursos naturais (sol, ventos, chuvas, terra e plantas): trabalhar a favor das energias passivas da natureza para se obter maior conforto térmico e acústico e maior integração com o local;

– Redução e busca de autossuficiência no consumo de ÁGUA (racionalização para redução do consumo e desperdício, aproveitamento de água da chuva, reaproveitamento das águas cinzas para irrigação, uso de controle de vazão nos equipamentos hidráulicos) e ENERGIA (uso de energias de fontes renováveis, aquecimento solar e por serpentina para água, uso de equipamentos eficientes);

– Tratamentos biológicos para esgoto: associados à irrigação do jardim, garantindo que o subsolo não seja contaminado por coliformes;

– Favorecimento da saúde do morador através do uso de materiais atóxicos e ambientalmente saudáveis;

– Paisagismo ecológico produtivo: uso de espécies nativas associadas à produção de alimentos e condimentos, com otimização da manutenção e irrigação.